Um pedacinho da Holanda no Brasil

Like and share

Com pouco mais de 13 mil habitantes, Holambra atrai turistas durante todo o ano

Reconhecida como a capital nacional das flores, Holambra fica a 130 km de São Paulo, dentro da região de Campinas. O título veio porque a cidade corresponde por metade da produção e comercialização de flores do país. O nome é formado pela junção das palavras Holanda, América e Brasil e foi dado na década de 1950, quando imigrantes holandeses chegavam ao Brasil deixando para trás uma história de devastações em seu país -causadas pela Segunda Guerra Mundial. Toda história dessa imigração é contada no Museu Histórico Cultural de Holambra, que reúne um acervo de duas mil fotos, utensílios utilizados pelos primeiros imigrantes e réplicas da casinha de pau-a-pique e da primeira capela da colônia.

Toda história dessa imigração é contada no Museu Histórico Cultural de Holambra

Com pouco mais de 13 mil habitantes, Holambra atrai turistas durante todo o ano, mas principalmente entre meados de agosto e setembro quando ocorre a ExpoFlora – maior exposição de flores e plantas da América Latina. O evento, que está em sua 37ª edição, recebe anualmente cerca de 300 mil visitantes oferece o contato com a cultura holandesa desde comidas e danças típicas a arquitetura. O ponto alto da festa é a Chuva de Pétalas, onde são arremeçados no ar 150 kg de pétalas de rosa sempre por volta das 16h30. A tradição diz que quem conseguir pegar um pedaçinho das flores ainda flutuando terá seus desejos realizados. No evento ainda é possível comprar souvenires.

Na área rural, um dos pontos mais visitados é o Moinho Povos Unidos, uma réplica fiel dos famosos moinhos holandeses

Os ingressos podem ser comprados com antecedência a partir de maio ou no dia da visita nas bilheterias e também online. Idosos com 60 anos ou mais, portadores de necessidades especiais e estudantes têm direito a meia entrada. Em 2018 a inteira é vendida por R$ 48,00.

O passeio pelos campos de flores não pode faltar

Fora da época da exposição, a cidade ainda tem muito a oferecer! A dica é fazer um city tour organizado por alguma empresa local. Os encantos começam já no Portal de entrada da cidade, que reflete, através da arquitetura, a tradição de tijolos aparentes dos Países Baixos.
Avante, o centrinho é chamado de Boulevard holandês. É pequeno, concentrado e seguro. O quarteirão reúne lojas e restaurantes, além de ser muito charmoso para fotos. Próximo, ainda dá para fazer uma caminhada ao redor do Lago Vitória Régia e para os românticos… a tradição é prender cadeados no Deck do Amor. Todo esses pontos podem ser visitados a pé, as atrações ficam distribuídas em 5 ruas.

O quarteirão reúne lojas e restaurantes, além de ser muito charmoso para fotos

Na área rural, um dos pontos mais visitados é o Moinho Povos Unidos, uma réplica fiel dos famosos moinhos holandeses. O monumento foi construído em 2008 para comemorar os 60 anos da chegada holandesa a região e possui cerca de 38 metros de altura. Dos dez andares, sete são abertos para visitação. A entrada integral custa R$10,00 e crianças até 10 anos não pagam.
O passeio pelos campos de flores não pode faltar! A visita é feita em meio a lírios, gérberas, crisântemos, girassóis entre outras espécies. É um dos locais preferidos para ensaios fotográficos! O valor do passeio vai depender da agência de turismo contratada e do tipo de pacote.
A culinária une sabores brasileiros e holandeses. A confeitaria mais famosa da cidade é a Zoet en Zout, recomendada para café da manhã, brunch e lanche da tarde. As refeições principais ficam por conta de restaurantes como o Casa Bela, Martin Hoandesa, Tratterie Holandesa, Hoek Burger e The Old Dutch, que oferecem pratos holandeses, alemães, italianos e até opções veganas.

A cidade ainda é conhecida por sua tranquilidade e baixos índices de criminalidade.

Declarada estância turística em 1998, Holambra ainda oferece trilhas ecológicas, fazenda com produção de cachaças artesanais e uma cervejaria que disponibiliza sua fábrica para visitação.
A chegada a cidade das flores pode ser feita de carro ou ônibus. O aeroporto mais perto é o Internacional de Viracopos, a 70km. Já a estadia fica por conta de hóteis ou pousadas localizados no centro ou ao redor da cidade. O preço médio é R$200.
Com temperaturas agradáveis e um clima bucólico, a cidade ainda é conhecida por sua tranquilidade e baixos índices de criminalidade.

By: Karolaine Silva, Jornalista e Correspondente Internacional do UK No Ar

Facebook Karolaine Silva


Like and share