Nova descoberta: Viagra pode ajudar a curar a cegueira

Like and share

Parece dificil acreditar, mas o Viagra pode devolver a visão aos cegos, segundo afirmam alguns cientistas.

 

Testes mostram que o Viagra pode devolver a visão para pacientes cegos.

Um teste feito durante  dois anos  por cientistas da Universidade de Columbia, em Nova York, sugere que o Viagra poderia impedir a Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI).

Essa é a principal causa de cegueira no Reino Unido, com cerca de 600.000 britânicos que já sofreram alguma perda de visão como resultado disso.

Cerca de 90 por cento dos casos envolvem DMRI seca, uma forma da doença que ocorre lentamente ao longo de vários anos. O restante envolve a DMRI úmida, que pode causar cegueira em apenas três meses.

A DMRI seca geralmente se desenvolve após os 50 anos de idade e é causada pelo crescimento de novos vasos sangüíneos sobre a mácula, uma pequena área oval na parte posterior do olho que nos ajuda a identificar de forma clara os detalhes visuais.

Esses vasos sanguíneos vazam fluido, causando a formação de tecido cicatricial e destruindo a visão no centro do olho – dificultando o reconhecimento de rostos, a leitura ou ver televisão.

Pesquisas recentes descobriram que a condição é parcialmente causada pela redução do fluxo sangüíneo para a coróide, uma camada vital de tecido que fica na frente da retina – e alguns pequenos estudos anteriores sugeriram que o Viagra pode melhorar o fluxo sanguíneo para esse tecido.
No estudo da Columbia, cinco pacientes idosos com DMRI receberam dois comprimidos de Viagra por dia durante dois anos.

Os resultados, publicados na revista Ophthalmologica, mostraram que a droga melhorou a visão de um participante e interrompeu completamente a deterioração dos outros.

Algumas drogas já podem retardar a progressão da DMRI e aumentar a visão em alguns casos, mas os medicamentos devem ser injetados no fundo do olho todos os meses.

Os pesquisadores disseram: “Viagra oferece um potencial significativo para a retenção e recuperação da visão. É notável que os pacientes permaneceram visualmente estáveis ​​e houve uma melhora significativa na visão em um participante.

A professora Sobha Sivaprasad, do Royal College of Ophthalmologists, disse que os resultados do Viagra foram encorajadores, embora o estudo tenha sido pequeno.

“Agora precisamos de estudos maiores para replicar essas descobertas antes que o Viagra possa ser usado como tratamento”, ela alertou.

Estudos anteriores sugeriram que o Viagra poderia ajudar a tratar uma série de doenças, de ataques cardíacos e doenças pulmonares à demência.

A droga ficou disponível nas farmacias da Inglaterra pela primeira vez em março.


Like and share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.