Funcionários do US Open acusados de sexismo ao penalizar tenista por trocar de blusa durante jogo

Like and share

Funcionários do US Open acusados de sexismo por punir a tenista francesa Alize Cornet, que tirou a camisa para inverter porque estava do lado errado.

Funcionários do US Open foram criticados como sexistas depois que um árbitro penalizou a tenista francesa Alize Cornet por ter violado uma das regras do torneio.

Ela havia vestido a camisa do lado errado e tirou para colocar do lado certo durante uma pausa no jogo por causa do calor extremo.

O jogo aconteceu terça-feira em Nova York entre Alize Cornet e a sueca Johanna Larsson.

Cornet percebeu que ela havia vestido seu top para trás. Ela rapidamente puxou a blusa para cima, em seguida, afastou-se das câmeras para colocar seu top no lugar correto. Durante os cerca de 10 segundos de troca de roupa, ela expôs seu sutiã esportivo preto.

O árbitro, Christian Rask, puniu Cornet com uma violação de código depois do incidente que ele considerou impróprio. O livro de regras da WTA afirma que as jogadoras não podem trocar de roupa enquanto estiverem na quadra. Jogadores do sexo masculino, no entanto, estão autorizados a fazê-lo.


Like and share