Dr. Bumbum condenado por homicídio no Brasil

Like and share

 
Denis Furtado, também conhecido como “Dr. Bumbum”, foi condenado por homicídio no Brasil. Ele teria supostamente feito aplicações de enchimento com produtos proibidos no Brasil em Lilian Calixto, que veio a falecer após ter tido complicações decorrentes dessa cirurgia.

Lilian Calixto passou mau e veio a óbito após ter sido operada pelo “Dr. bumbum”

O cirurgião plástico teria feito as aplicações nas nádegas de Lilian em seu apartamento no Rio de Janeiro. Conhecido como Dr. Bumbum como o cirurgião das celebridades, Denis Furtado estava foragido da polícia após a morte de sua paciente Lilian Calixto, 46 anos, no mês passado. Os promotores afirmam que ele usou muito material acrílico durante o procedimento e escolheu uma substância química que a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica alertou contra o uso.

“Dr. Bumbum” sendo levado por policiais dias após a morte da paciente

A acusação afirma que o dr. Furtado “atraiu mulheres com a falsa promessa de beleza rápida e imediata”. Segundo relatos, ele não tinha licença para praticar medicina no estado do Rio de Janeiro. O Dr. Furtado foi preso alguns dias depois da morte da Sra. Calixto, junto com sua mãe, uma funcionária e sua namorada.

“Dr. Bumbum” e sua mãe, que o teria assistido na cirurgia que veio a matar a paciente.

As três teriam auxiliado o Dr. Furtado durante a cirurgia que aconteceu em sua própria casa no Rio de Janeiro. O Dr. Furtado e sua mãe, Maria Barros, foram algemados e levados para interrogatório. Lilian Calixto era gerente de um banco e havia viajado para o Rio de Janeiro de Cuiabá, no centro do Brasil, especificamente para ser operada pelo “cirurgião às estrelas”. A mãe de dois filhos era casada e teria chegado ao apartamento de Furtado no sofisticado bairro da Barra da Tijuca no sábado, 14 de julho.

A gerente de Banco, Lilian Calixto, tinha viajado para o Rio de Janeiro de Cuiabá, no centro do Brasil, especificamente para ser operada pelo “cirurgião das estrelas”.

Acredita-se que ela tenha feito a cirurgia com o objetivo de aumentar o tamanho de suas nádegas, bem como um implante de hormônio para tratar os sintomas da menopausa. Logo depois de receber as injeções às 10 da noite, ela supostamente passou mau e começou a ter dificuldades em respirar, e sua condição piorou rapidamente.
 

Denis Furtado, conhecido como “Dr. Bumbum” teria feito aplicações com substâncias proibidas no Brasil
 
Furtado e sua mãe a teriam levado para o hospital local Barra D’Or, onde ela foi internada às 11h em uma “condição extremamente grave”. Apesar dos esforços da equipe do hospital, ela morreu na 1 hora da manhã seguinte.

Casada e mãe de dois filhos Calixto teria chegado ao apartamento de Furtado no sofisticado bairro da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, no dia 14 de julho

O Dr Furtado faz regularmente aparições na TV brasileira e tem mais de 647 mil seguidores no Instagram. Ele se orgulha de ter realizado mais de 8.000 cirurgias de aumento de bumbum, com os ricos e famosos entre seus clientes. Em sua página no Instagram, Furtado postou dezenas de fotos de ‘antes e depois’ de partes inferiores de mulheres nas quais ele realizou uma cirurgia de elevação do bumbum.


Like and share