Boliviana de 118 anos é a mais velha do mundo

Like and share

Incrível: Julia Flores Colque, que fará 118 anos em outubro, senta-se com sua gata ‘Minina’ em frente à sua casa em Sacaba, na Bolívia

Boliviana, considerada a pessoa mais velha do mundo com quase 118 anos, diz que adora comer bolos, cantar canções folclóricas e brincar com suas galinhas.

Acredita-se que a  boliviana Julia Flores Colque seja a pessoa mais velha do mundo, com  quase 118 anos. Ela ainda canta em sua língua indígena quíchua e toca uma pequena guitarra andina conhecida como charango em sua casa na cidade rural de Sacaba.

A senhora gosta de tocar instrumentos tradicionais da sua terra e de cantar

Em sua longa vida, ela testemunhou duas guerras mundiais, revoluções em sua terra natal e a transformação de sua cidade, que passou de uma população de 3.000 pessoas para uma cidade movimentada de mais de 175.000 habitantes em cinco décadas.

Prova: Carteira de identidade de Flores Colque diz que nasceu em 26 de outubro de 1900 em um acampamento de mineração nas montanhas da Bolívia

Sua carteira de identidade  diz que Flor Colque nasceu em 26 de outubro de 1900 em um campo de mineração nas montanhas bolivianas. Aos 117 anos e dez meses, ela seria a mulher mais velha da nação andina e talvez a pessoa mais velha do mundo.

Se a certidão de nascimento, que foi verificada pelo governo, estiver correta, Ms Flores Colque seria a mulher mais velha da Bolívia, e talvez a pessoa mais velha do mundo

No entanto, o Livro dos Recordes, o Guinness,  disse que não recebeu nenhum pedido de registro e a senhora parece não se importar com isso. Ela nem ouviu falar desse livro. Hoje em dia, ela gosta da companhia de seus cachorros, gatos e galinhas. Ela é lúcida e cheia de vida, adora um bom bolo e canta canções folclóricas em quíchua para qualquer um que visite sua casa que ela divide com sua sobrinha-neta Agustina Berna, de 65 anos.

Memórias: Uma foto de Julia Flores Colque, então com 90 anos, vestida de vermelho à direita, em pé com sua neta Agustina Berna e sua bisneta Rosa Lucas

Ela nunca se casou e não tem filhos. A pessoa que era considerada a mais velha do mundo, uma japonesa de 117 anos, morreu no início deste ano. Nabi Tajima nasceu em 4 de agosto de 1900. Seu morte deixa  Flores Colque como a pessoa viva mais velha do mundo. As certidões de nascimento não existiam na Bolívia até 1940, e os nascimentos anteriores eram registrados com certificados de batismo fornecidos por padres católicos.

Alguns anos depois: Rosa Lucas, agora adulta, segura a foto enquanto se senta com sua mãe Agustina Berna e sua tia-avó em sua casa em Sacaba.

O cartão nacional de identidade de Flores Colque, no entanto, foi certificado pelo governo boliviano. Sua longevidade impressiona, já que a Bolívia tem um dos níveis mais altos de mortalidade da América do Sul, segundo a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe da ONU.

A mulher mais velha do mundo gosta de brincar com seus cachorros e galinhas

O gabinete do prefeito de Sacaba nomeou a Senhora Flores Colque uma herança viva. O escritório e uma fundação particular melhoraram sua casa, construindo um caminho de tijolos onde ela caminha, e um chuveiro e toalete com corrimão para que ela possa chegar com segurança ao banheiro à noite.

 

 


Like and share